Leonel


Leonel é um espírito amigo.  Mais do que isso, é um espírito que dividiu comigo muitos anos de nossas várias vidas.  Muito ligados afetivamente, enveredamos por caminhos nem sempre iluminados.  Aceitamos nossos desequilíbrios como parte de nossas experiências de crescimento e nos dispusemos a trabalhar juntos.

Escritor no passado, um poeta, Leonel era uma alma sensível e muito à frente de seu tempo, como costumam ser todos os poetas.  Viveu na Inglaterra em sua última encarnação e naquela em que foi escritor.  Era um boêmio, um homem que vivia pelas Letras e para as Letras, mas cuja paixão por uma outra escritora levou-o à ruína e ao esquecimento.  Quem tiver curiosidade e interesse, basta ler Segredos da Alma, onde tudo o que lhe aconteceu está narrado.  Por mais que possuísse talento, não chegou a alcançar a fama, muito embora jamais tivesse desistido de viver.

Desencarnado, rapidamente ganhou compreensão das coisas da vida.  Compreendeu seus processos de amadurecimento, passou algum tempo na espiritualidade, até que pediu e obteve permissão para retornar em espírito e dividir comigo essa tarefa.  Somos dois escritores unidos pelo mesmo ideal, e o que nos separa é apenas o plano que cada um de nós habita.  Nosso objetivo, contudo, é comum, ou seja, ajudar o maior número de pessoas possível, para que elas promovam o seu autocrescimento e, com isso, tenham uma vida melhor.

Um dia, além de sempre sentir a sua presença, pude conhecer sua aparência astral.  É um rapaz bonito.  Cabelos negros e fartos, com feições delicadas e olhos azuis.  Estatura mediana, magro, veio vestido de calça e uma bata brancas, descalço e com ar tranquilo. Tinha um rosto tão sereno que me contagiou.   Pena que não tenho nenhuma pictografia para exibir aqui.

E ele disse coisas que modificaram para sempre o meu modo de encarar certos aspectos da vida.

Considero Leonel mais um batalhador do invisível.  Um espírito com enorme sabedoria e inigualável capacidade de amar.  Um ser em busca da iluminação, que conhece o caminho para o crescimento e sabe onde está a fonte do discernimento e da moral.  Uma alma que cresce através do esforço próprio, do reconhecimento de suas dificuldades e da busca incessante do domínio sobre si mesmo.  E é nisso, acima de tudo, que reside o seu valor.

Comentando, você enriquece o texto e partilha sua opinião com os próximos leitores.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s